Portal de Conferências da UFSC, ENANCIB 2019

Tamanho da fonte: 
TIC EM MUSEUS: PROPOSTA DE APLICATIVO DE REALIDADE AUMENTADA PARA O MarquE
Graciela Sardo Menezes, Marcio Matias

Última alteração: 2019-10-14

Resumo


O uso de tecnologias de informação e comunicação tem auxiliado muitas atividades humanas, nos mais variados contextos. Em museus pode beneficiar a experiência que os usuários têm no momento da visitação e mesmo atrair mais visitantes. No cenário florianopolitano, a inserção de tecnologias digitais como ferramenta de comunicação entre museus e seus públicos ainda é tímida. O museu universitário de Arqueologia e Etnologia da UFSC (MArquE) encontra-se nessa realidade e busca sobreviver no cenário nacional. Nesse sentido, é oferecida uma sugestão de aplicativo em Realidade Aumentada que pode promover uma experiência interessante aos visitantes e melhorar a relação do MArquE com a comunidade. A Realidade Aumentada ocorre quando os sistemas computacionais incrementam o mundo real, oferendo camadas extras de informação, onde o usuário pode interagir com o ambiente físico e digital simultaneamente. Com base no Design de Interação, Experiência do Usuário e conceitos de Realidade Aumentada, é proposto um modelo de interação RA para uma das peças de Franklin Cascaes, presentes no acervo do museu. São sugeridas 3 telas de navegação, com um esboço de suas interfaces. Trata-se de um ensaio, logo, o protótipo apresentando carece de aprimoramento, uma vez que ainda precisa ser discutido com a equipe do museu. Entretanto, pode contemplar alternativas interessantes para a recepção em museus.

 


Texto completo: PDF