Portal de Conferências da UFSC, 9º Congresso UFSC de Controladoria e Finanças

Tamanho da fonte: 
Eficiência dos contadores na geração de riqueza e qualidade de vida
Cleonice Witt, Nelson Hein, Adriana Kroenke

Última alteração: 2020-04-08

Resumo


Este estudo avaliou a eficiência dos contadores na geração de riqueza e qualidade de vida nos Estados brasileiros. Para a análise foram consideradas as variáveis: número de contadores, PIB e o IDH dos Estados brasileiros com o intuito de verificar em quais Estados os contadores são mais eficientes em impulsionar a economia e contribuir para uma melhor qualidade de vida, representado pelo IDH. Para realizar essa avaliação aplicou-se o método Multi-Objective Optimization by Ratio Analysis (MOORA). Por meio da aplicação desse método elaborou-se um ranking de eficiência que apresentou o Estado de São Paulo em primeiro lugar e o Estado do Acre em último lugar. Os resultados também evidenciaram que o maior número de contadores reside nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Bahia e Santa Catarina e que estes, incluindo o Distrito Federal também apresentam o valor do PIB superior à média nacional. Essa disparidade na distribuição do número de contadores e no valor do PIB não ficou tão fortemente evidenciada no IDH, pois este índice apresentou aproximadamente a metade dos 27 Estados acima da média nacional.


Texto completo: PDF